Notícia

12/10/2008 - Topocart realiza levantamento a laser para construção de linhas de transmissão

A Topocart está executando os estudos topográficos para a elaboração do projeto de construção da maior linha de transmissão de energia do mundo. Ela levará a produção das usinas que integram o Complexo Hidrelétrico do Rio Madeira, em Rondônia, até São Paulo. Para realizar o trabalho de aerolevantamento, a empresa utiliza de forma pioneira para essa finalidade, o sensor Lidar - Light Detection and Ranging - ALS 60 e a câmera de médio formato RCD105, equipamentos para perfilamento a laser que oferece a melhor frequência e alcance disponíveis no mercado mundial.

A linha de transmissão terá uma extensão aproximada de 2,3 mil quilômetros que distribuirá a energia gerada nas usinas de Jirau e de Santo Antônio, passando por cinco estados brasileiros: Rondônia, Mato Grosso, Goiás, Minas Gerais e São Paulo. O responsável pelo projeto é o Consórcio IE Madeira, formado pela CTEEP, Chesf e Furnas. A linha de transmissão foi dividida em três lotes, ficando a cargo da Topocart os levantamentos topográficos relativos ao Lote 1, que tem 945 quilômetros e fará a interligação entre as cidade de Porto Velho (RO) a Jauru (MT).

O executivo de projetos da Topocart, Givanildo José Silva, destaca que a utilização do laser para fazer o perfilamento do terreno possibilitará a execução do trabalho em até três meses. Já o levantamento topográfico tradicional, na mesma extensão, segundo ele, exigiria cerca de um ano para ser realizado. “O aerolevantamento dispensa a abertura de picada, evitando impactos ambientais. Trabalhamos sem qualquer tipo de interferência no local”, explica. De acordo com Silva, o perfilamento a laser permite a obtenção de todas as informações do terreno, incluindo vegetação, edificações, rede de energia, bem como a classificação dos dados com a precisão exigida pelo projeto. 

O trabalho da Topocart, conforme Givanildo Silva será dividido em quatro etapas, tendo início com o estudo de traçado para escolher o melhor local para a passagem da linha de transmissão. Após essa definição, é planejado o vôo para coleta de dados do terreno, que pode ser executado em 15 horas, o que demanda três dias, considerando uma faixa de 500 metros de largura e a extensão de mil quilômetros. De posse dos dados coletados no aerolevantamento, a Topocart traça o perfil do terreno e produz ortofotos digitais de alta resolução, processando os dados através de softwares específicos.

“A etapa seguinte consiste no cadastro das propriedades por onde passará a linha de transmissão, com a identificação do uso de solo que é feito em cada trecho da propriedade atingida pela linha de transmissão”, esclarece. Na sequência, a Topocart executa a locação de estruturas, definindo os marcos para a posição das torres da futura linha de transmissão. O executivo de projetos explica que nessa etapa, as equipes de campo utilizam a tecnologia