Notícia

08/08/2013 - Topocart utiliza raios de abrangências de equipamentos comunitários em estudo ambiental

 Para localizar os principais equipamentos comunitários, públicos e privados, que poderiam servir de atrativos de viagens em cada uma das seis Regiões Administrativas cortadas pelo projeto BRT- Corredor Eixo Norte, a Topocart utilizou a metodologia de delimitação dos raios de abrangência no estudo ambiental deste empreendimento. Além dos equipamentos comunitários, que englobam os serviços de educação, cultura, saúde, lazer e similares, buscou-se selecionar algumas atividades que são de competência do setor privado, mas indispensáveis ao funcionamento das cidades, como clínicas médicas, shopping centers, supermercados, concessionárias de automóveis, etc.


A metodologia baseou-se na espacialização de parâmetros, índices e indicadores urbanísticos que foram definidos na Norma Técnica Distrital N°003 (Decreto Nº 16.242 de 29/12/1994), elaborada pelo Instituto de Planejamento Territorial e Urbano do Distrito Federal. Optou-se por dimensionar exclusivamente o acesso espacial à população, sem retratar a qualidade do equipamento disponibilizado. 


A relevância deste estudo está na possibilidade de dimensionar a demanda por viagens, bem como dinamizar os espaços e serviços públicos do entorno (tamanho dos terminais de ônibus, estacionamentos, lanchonetes, linhas de ônibus circulares que alimentarão o sistema BRT, etc.). Tal análise é válida no sentido de proporcionar um desenvolvimento do modelo de mobilidade urbana condizente com o contexto de ocupação atual, que caracteriza uma dinâmica agressiva e requer padrões aceitáveis de acesso aos equipamentos comunitários urbanos, pois a acessibilidade e abrangência destes modulam a forma de deslocamentos da população.