Notícia

12/08/2013 - Projeto do hemocentro será referência nacional em arquitetura sustentável

 A Fundação Hemocentro de Brasília foi criada em 1984 com o propósito científico-tecnológico, educacional e de prestação de serviços à população do Distrito Federal. Com sede na Asa Norte – Brasília/DF, as atividades desenvolvidas pelo Hemocentro são vitais à manutenção dos hospitais vinculados à Secretaria de Saúde, bem como os demais conveniados, a exemplo do Hospital Universitário de Brasília, do Hospital das Forças Armadas e entre outros da rede privada.



Buscando melhorar o atendimento ao público, o prédio do Hemocentro passará por uma grande reforma, a qual será referência nacional em arquitetura sustentável. O projeto conceitual foi desenvolvido no Laboratório de Sustentabilidade da Universidade de Brasília (UnB), apoiadas nas premissas DEAPO/RETROFIT, etiquetagem predial e PROCEL, todas voltadas ao melhoramento do conforto ambiental.


A Topocart foi contratada para elaborar o projeto executivo e complementar dos 1.470 m² do andar térreo, objeto da licitação, no qual foram dimensionadas e caracterizadas esquadrias sustentáveis para cada ambiente do Hemocentro, como laboratórios específicos, áreas de espera, salas de consultas e salas de coleta de material. Programada para ser licitada futuramente, a reforma do prédio do Hemocentro contará, ainda, com teto e parede verdes para maior resfriamento e controle térmico da edificação; brises mais esbeltos e peitoril interno para aumentar a área de janela para potencializar a captação da ventilação e da luz natural; e um ambiente de recepção universal, amplo e de uso irrestrito, onde serão oferecidos serviços ao usuário tais como internet, jornais e revistas, etc.

 
A concepção de empreendimentos baseados neste conceito de arquitetura contribui para a melhora do bem estar dos usuários, considerando todo o ciclo de vida da edificação, incluindo o uso, manutenção, reciclagem e/ou demolição, além de agregar valor ambiental e reduzir a utilização de recursos. Assim, espera-se que o conceito usado no Hemocentro de Brasília seja estendido a outras partes do Brasil, valorizando a eficiência energética na construção, e implantando conceitos que prezem pelo aproveitamento consciente dos recursos naturais.